Famílias

“É a família que acompanha a pessoa com doença mental em todos os momentos, seguindo a sua evolução nos bons e nos maus momentos…”

“…Temos que acreditar e demonstrar confiança que as pessoas com doença mental são capazes, podem assumir responsabilidades e fazer opções na orientação da sua própria vida”

V.B.C. (2001)

A participação e o apoio às famílias são componentes fundamentais do modelo de funcionamento da AEIPS:

Reunião mensal de famílias
Esta reunião tem essencialmente uma função formativa e informativa, abordando um conjunto de temáticas como: negociação e mediação de conflitos, o papel dos familiares no recovery da doença mental, aspectos jurídicos do exercício da cidadania das pessoas com doença mental, entre outros.

Grupo de ajuda mútua
Este grupo funciona numa base mensal, constituído e dinamizado exclusivamente por familiares, no sentido de proporcionar um espaço de partilha de experiências, de suporte mútuo e de colaboração na resolução de problemas comuns.

Colaboração nos projectos individuais
O envolvimento e colaboração das famílias na estruturação e implementação dos planos individuais de reabilitação tem sido muito importante. A participação das famílias nestes planos permitiu:

  • Uma melhor compreensão do núcleo familiar sobre as etapas e processos da reabilitação
  • A melhor adequação em cada uma das etapas, actuando em conjunto com os técnicos do Centro
  • Contribuir directamente para os resultados obtidos com cada um dos utentes

Colaboração no planeamento e concretização dos objectivos da AEIPS
A colaboração das famílias envolve também a sua participação em campanhas de recolha de fundos promovidas pela AEIPS e campanhas de sensibilização.

Cursos de formação

A AEIPS tem organizado várias iniciativas e cursos de formação para famílias de pessoas com doença mental.

As famílias das pessoas com doença mental participaram ainda, em acções de formação desenvolvidas pela AEIPS, nas áreas da ajuda mútua e da reabilitação e integração comunitária de pessoas com doença mental.